The Flash Episódio 5 (Armageddon, Part 5) Review

Por favor, note que nossos comentários são baseados em gostos e desgostos. Estes contêm spoilers importantes. Se você ainda não assistiu ao episódio, recomendamos que você saia desse artigo e volte depois de assistir ao Quinto episódio completo de The Flash. Aproveite!

O que eu gostei

Adorei o início do episódio. Depois que Barry conseguiu consertar a linha do tempo, uma das primeiras coisas que ele fez é ir ver Joe. Você pode sentir as emoções correndo por toda a cena até que Darkh apareça, visualmente confuso por estar lá quando ele não esperava.

Mia está de volta! O Arqueiro Verde merece sua próprio série. Ela aparece quando o Flash reverso está sendo um incômodo no SCPD. É muito bom vê-la novamente, também o terno. Eu realmente espero que isso leve ao sua série realmente indo em frente desta vez.

Apesar do CGI lixo, gostei da luta entre o Flash. Vimos um grande movimento do Flash utilizando sua habilidade de miragem muito bem. Algumas vezes durante a luta, nós o vemos se multiplicar com duplicatas, o que foi ótimo. Ele também se segurou muito bem, o que não é mais algo que vemos de Barry. Uma grande luta arruinada por um CGI ridículo.

Darkh apenas prova o potencial que tem como um bom e sólido anti-herói. Se eles o retratassem adequadamente assim em Arrow, talvez a 4ª temporada não tivesse sido tão ruim. Foi bom ver o lado melhor de Darkh durante este episódio.

O que eu não gostei

Apesar de ser ótimo ver Mia novamente. Sua atitude não foi perdida. Sempre foi um problema com sua personagem em Arrow. Seu personagem sempre foi preenchido com pura raiva e ódio o tempo todo. Foi uma ocasião rara em que realmente a vimos sorrir. Isso continuou neste. Eu sei que ela está ficando impaciente procurando por William, mas o jeito que ela está lidando com todos os outros é doloroso de assistir.

Sinto muito, mas a maneira como Chester, Allegra e Joe estão falando sobre deixar Eobard morrer é a coisa mais patética que aconteceu neste programa. Período. Eobard declarou literalmente que se o salvassem, ele continuará encontrando uma maneira de matá-lo. Eu posso entender completamente deixá-lo morrer, eles não são os únicos que estão acabando com sua vida. Eobard fez isso sozinho. Eu sei que Barry pode diminuir sua velocidade permanentemente, mas é Eobard. Sabemos muito bem que ele encontraria uma maneira de recuperá-lo. Toda essa cena me deixou furioso e estragou bem o que foi um ótimo crossover.

Este também é um gosto porque eu gostei da cena, mas uau que CGI foi terrivelmente ruim entre a luta de The Flash e Despero. O Flash costuma acertar o ponto quando se trata do VFX do show, mas isso foi muito mal feito. Eles até fizeram Barry parecer terrivelmente grande desnecessariamente por uma fração de segundo. Quem fez o VFX para isso precisa de treinamento adicional.

Momento favorito

Caitlin teve uma cena muito boa com Eobard. Enquanto eles o prendem dentro do STAR Labs para decidir se tentarão salvá-lo ou deixá-lo desaparecer, Caitlin vai ter uma conversa com ele. Normalmente não é o que você esperaria de Caitlin. Normalmente é ela quem tenta salvar a todos, apesar do que eles fizeram. Nesta cena, ela explica que tudo o que ela fez por 8 anos foi odiá-lo e que ela ficaria feliz em deixá-lo morrer. Uma cena forte dela e é definitivamente algo que precisamos ver mais.

Personagem de destaque

Esta é uma pergunta difícil de explicar, mas o personagem que surpreendentemente mais gostei neste episódio foi Damien Darkh. Podemos vê-lo em uma forma mais humana com as emoções em alta em relação a sua filha. Eu só queria que eles fizessem seu personagem de forma semelhante na 4ª temporada de Arrow. Espero que esta não seja a última vez que o vemos, eu adoraria vê-lo retornar brevemente para uma história heróica.

Conclusão

Um final muito ruim para um crossover. Eu esperava que todos os heróis que a CW empolgou no início se reunissem no final em um confronto final, que nunca aconteceu. O CGI neste episódio foi horrível. Também havia muito tempo perdido na tela com histórias que não eram interessantes ou não eram necessárias. Que pena terminar um crossover que foi muito bom.